28/06/2017

O que e como são as catacumbas de Paris?

Paris é um dos lugares mais visados do mundo por viajantes de todos os lugares. Passar as férias na capital da França, a Cidade Luz, é um sonho compartilhado por muita gente. Ainda é conhecida por suas famosas catacumbas, que sempre despertam o interesse e curiosidade de milhares de pessoas de todo o mundo. Mas afinal, o que são essas catacumbas?
Com uma extensão de mais de 300 quilômetros, são túneis e cavernas antigas, com estradas estreitas que possuem paredes formadas por ossos de antigos moradores. É de fato, uma longa história. Originada das pedreiras de calcário dos arredores da cidade, contribuiu para a expansão de Paris. Foi apenas na segunda metade do século 18, que o lugar foi transformado nas atuais catacumbas.
Nessa época, os cemitérios parisienses começaram a sofrer com uma superlotação, e estavam totalmente em más condições. Haviam sepulturas abertas, restos mortais expostos ao ar livre, enfim, era uma situação de completo descaso. A população reclamava do cheiro forte de carne em decomposição, e consequentemente, havia a propagação de doenças ao redor do cemitério o que acabou contaminando a água dos reservatórios próximos, e deixando mais pessoas doentes.
No ano de 1763, foram proibidos os enterros na capital, mas a igreja se opôs e nada de fato foi feito. Começou então um longo período de chuvas, que surpreendentemente, ocasionou a queda de uma das paredes de um dos maiores cemitérios da região, fazendo com que suas estruturas rompessem e os cadáveres existentes ali, fossem parar em uma propriedade ao lado. Foi somente após tal acontecimento que as autoridades francesas se viram obrigadas a tomar uma atitude, urgentemente.
Durante dois anos (1786-1788) aconteceu a transferência dos ossos do cemitério para as catacumbas. Inicialmente, eles eram apenas depositados no local, sem nenhum tipo de organização, porém mais tarde, viram que seria necessário criar uma espécie de ordem no local, até mesmo para ter capacidade de armazenar maior quantidade de ossos. Começaram então a empilha-los, criando extensas paredes.
Sem dúvidas, as catacumbas despertam a curiosidade de muita gente que se aventura a fazer visitas para conhecer o local. Existem lugares que são abertos à visitações como pontos turísticos, mas o acesso é limitado, sendo proibido transitar em certos locais.
A proibição acaba incitando ainda mais as pessoas, fazendo com que muitos tentem adentrar lugares restritos. Foi em uma dessas tentativas que 2 jovens, um de 16 e outro de 17 anos entraram em uma catacumba e se perderam, permanecendo lá por 3 dias.
Não se sabe como os alarmes de segurança não foram disparados, mas foram gastas 4 horas para conseguir resgatar os dois, com o auxílio de cães farejadores. Ao serem encontrados, apresentavam sintomas de hipotermia, o que se justifica pois o local é úmido e frio.
Os garotos fazem parte de um grupo intitulado de cataphiles“, que são os famosos fãs das catacumbas“. Eles defendem que as catacumbas devem ser completamente liberadas para visitação, ou pelo menos, que a parte liberada seja ampliada, já que de seus 300 quilômetros de extensão, cerca de apenas meio quilômetro é aberto.

0 comentários:

Postar um comentário